Não esquecemos de vocês não, amantes do cinema. Estive pesquisando sobre a forma com que as pessoas hoje se relacionam com os filmes lançamentos, sera o fim do cinema?. Depois da popularização de serviços como a Netflix,  a própria venda de filmes no iTunes e Google Play.

Em uma data não muito longínqua, a galerinha que ama o cinema, saia um filme e ja corria para a sala mais próxima, mas muitos estão agora esperando o filme chegar na plataforma de sua preferencia. Será um sinal de alerta que estúdios e distribuidores estão encarando com preocupação.

A verdade é que essa mudança no perfil vem fazendo com que diretores de Hollywood, começam a repensar na distribuição de suas produções. Hoje temos um espaço de tempo de 90 dias que separa a estreia nas telonas, das plataformas home vídeo.

play

Considerado por muitas companhias, um tempo para começar a pensar em se adequar aos novos tempos, principalmente em um tempo que vivemos de imediatismo de tudo. Para atender a essa necessidade, é reduzir esse espaço de tempo, que seria disponibilizar esses filmes digitalmente quase em seguida do cinema.

A Fox Business, estúdios e cinemas, estão em constantes discussões  sobre o assunto, se tem muito em jogo nessa decisão. De um lado, as empresas veem a lucratividade, por outro, os donos de cinemas veem a alteração na forma de diversão,  pois muito iriam deixar de frequentar suas salas para ficar no conforto de casa. Seria uma boa ideia esse encurtamento de tempo? Fora que muitos sites piratas ja disponibilizam antes das Plataformas digitais.

Alguns estúdios até sugeriram que o lançamento digital deveriam acontecer em até 10 dias após os cinemas, enquanto outros sugerem de 30 a 45 dias. Já seria um tempo menor do que os três meses atuais.

cinema

A Fox Business, sugeriu que os estúdios poderiam chegar a oferecer uma porcentagem de 10% a 20% da receita arrecadada na plataforma digital para os cinemas, assim compensaria a perda de público em um período de trinta dias.